Vaticano

(32) 3361-2025

Multimídia

Dízimo

Bom Jardim – Comunidade Nossa Senhora Mãe dos Homens

BREVE HISTÓRICO
Em 1760, o sargento Mór Antônio de Abranches, português morador da Costa da Mina (hoje RESSAQUINHA), por intermédio do primeiro vigário colado de Barbacena, Padre Feliciano Pita de Castro, pediu licença para edificar em sua fazenda denominada “Bom Jardim” uma capela dedicada a Nossa Senhora Mãe dos Homens, onde manteve capelães, a fim de ministrar sacramentos aos seus escravos. Aos 29 de agosto de 1770, foi-lhe dada provisão para benção da referente capela e colação das imagens. A sua Imagem titular é um verdadeiro primor da Arte do Século XVIII, só lhe é comparável em beleza e perfeição, a de Nossa Senhora da Glória da Ressaca.
Por falecimento de Antônio José de Abranches, a Fazenda do Bom Jardim passou a seu filho Pedro José de Abranches. Em 1834, já era falecido Pedro José de Abranches, e sua viúva estava em dificuldades para sustentar a demanda com os diversos herdeiros da fazenda, demanda esta que durou mais de duas décadas, terminando finalmente, com a arrematação da fazenda, em hasta pública pelo prestimoso cidadão Francisco R. Pereira de Queiroz, mais tarde Barão de Santa Cecília. A capela durante esse longo período passou por diversas reformas, Dom José da Santíssima Trindade, no termo de provimento da paróquia de Nossa Senhora da Piedade de Barbacena, em 1824, afirma que a capela de Nossa Senhora Mãe dos Homens fora recentemente reedificada, no tempo do Barão, a capela passou por duas reformas. Após a morte do Barão, a fazenda do Bom Jardim passou aos seus numerosos herdeiros, ficando a capela em completo abandono até 1933, sendo nessa ocasião seu proprietário o sr. João Anízio de Souza (João Homem). O já falecido padre Randoufo Henriques, então vigário de Carandaí, mandou reparar a capela e legalizá-la. Em 1960, mandou restaurar na Casa Cór em Mariana a imagem da padroeira danificada pelo abandono de vários anos em que ficara a capela e o Sr. Antônio Mário Pereira (Tonico Bento) mandou então limpá-la, ladrilhá-la, fazendo um acréscimo do lado oposto ao da sacristia abrindo arcos para se avistar o altar.
CAPELÃES:
Em 1771, Padre Felisberto José Machado.
Em 1778, Padre Manoel Alves Trigo.
De 1790 a 1798, padre Manoel Salgado da Silva, que em seu testamento declara ser natural da Capela de Nossa Senhora do Rosário do Sumidouro, Bispado de Mariana. Faleceu em 1798 e foi sepultado dentro da Capela de Nossa senhora Mãe dos Homens, sendo seu enterro ministrado pelo Padre Jacó Henriques Pereira, morador na fazenda do Patrimônio, de sua propriedade, berço do primeiro núcleo populacional de Capela Nova. Após a morte do Padre Manoel Salgado da Silva, o serviço religioso passou a ser feito pelos cooperadores de Barbacena, pelos capelães de Nossa Senhora da Glória dos Remédios e de Capela Nova.
Em 30 de Agosto de 1970, foi comemorada com grandes festejos, a data referente aos 200 anos da Capela de Nossa Senhora Mãe dos Homens, localizada nos terrenos da antiga fazenda do Bom Jardim, hoje município de Carandaí, abrilhantados pela Corporação Musical Santa Cecília de Carandaí e os trabalhos religiosos administrados pelo Padre José Duarte de Souza, de Capela Nova.
Obs.: Os dados aqui relatados foram colhidos em Mariana, pelo Padre José Duarte de Souza e apresentado nos folhetos distribuídos por ocasião dos festejos comemorativos dos 200 anos da Capela de Nossa Senhora Mãe dos Homens.

DIA-A-DIA DA COMUNIDADE
Terceira terça-feira do mês – Santa Missa, às 19h
Festa da Padroeira – 29 de agosto

COORDENAÇÃO DAS PATORAIS E MOVIMENTOS
Coordenação da Comunidade: Maria José Chagas /Tel.: 032 99941-6290   Cel.: 99994-9992
Grupo de Canto– Sandra Barbosa / Cel.: 031 98499-0759
Tesoureira Dízimo– Franciele Carvalho / Cel.: 032 99194-6526

Compartilhar

Relacionados

FOLHETO – 30 DE JUNHO DE 2024 – SÃO PEDRO E SÃO PAULO

FOLHETO – 23 DE JUNHO DE 2024 – 12° DOMINGO DO TEMPO COMUM

FOLHETO – 16 DE JUNHO DE 2024 – 11° DOMINGO DO TEMPO COMUM

Assine nossa news

ATENDIMENTOS

Atendimento secretaria:

Segunda a sexta-feira
de 8h às 11h30 e
de13h às 16h30

Copyright Paróquia de Sant’Ana de Carandaí ©. Feito com por
Copyright Paróquia de Sant’Ana de Carandaí ©.
Feito com por